arquiteto-projetos-torres-de-apartamento.jpg (1120×200)


Desenvolvemos Projetos de Torres Residenciais e Comerciais

· ESTUDOS DE VIABILIDADE

Acreditamos que esta fase é a mais importante de qualquer projeto, pois se o estudo inicial não for feito com base em informações sólidas, poderá por em risco o sucesso do empreendimento.

Nossa equipe de arquitetos elabora estudos considerando questões como tipo construtivo, alvenaria estrutural (geralmente para edifícios de até 14 pavimentos) ou concreto, garagem em subsolo. Esses são alguns aspectos importantes que influenciarão no custo final da obra, definindo o retorno do investimento.

· ANÁLISE DA LEGISLAÇÃO

Nosso escritório de arquitetura analisa a legislação urbanística local e auxilia na definição do perfil do empreendimento, ou seja, se será voltado para o mercado de baixa renda (EHIS), classe média (EHMP) ou alto padrão.

· PRODUTO IMOBILIÁRIO

Definido o perfil do empreendimento, nossa equipe passa para a etapa de Estudo de Implantação, que trará um projeto arquitetônico  preliminar do empreendimento
e também planilhas com número de apartamentos, relação de vagas de estacionamento, área de lazer e outros.

· PROJETO

Oferecemos solução de Arquitetura com Engenharia de estrutura integradas, assim o resultado final do projeto será compatibilizado, reduzindo as
interferências com os elementos estruturais na execução da obra.

· PREFEITURA

Oferecemos o acompanhamento durante a fase de aprovações, seja nas prefeituras da grande São Paulo ou do interior.

· MERCADO IMOBILIÁRIO


Nosso escritório vem se especializando em atender as demandas do mercado imobiliário, fazendo parcerias com construtoras, incorporadoras
e investidores para viabilizar a construção de edifícios, condomínios e loteamentos.
Na cidade de São Paulo está em vigor o Decreto Nº 57.377, de 11 de Outubro De 2016, que regulamenta o mercado imobiliário para construção 
de habitações de interesse social (HIS) e para mercado popular (HMP):


Definições: 

I – Habitação de Interesse Social – HIS;

II – Habitação de Mercado Popular – HMP;

III – Empreendimento de Habitação de Interesse Social -EHIS;

IV – Empreendimento de Habitação de Mercado Popular -EHMP;

V – Empreendimento em Zona Especial de Interesse Social – EZEIS.


§ 1º Para fins de aplicação deste decreto, são adotadas as seguintes definições:

I – HIS: unidade habitacional, tendo no máximo 1 (um) sanitário e 1 (uma) vaga de garagem, 
destinada ao atendimento de famílias de baixa renda, classificando-se em dois tipos:

a) HIS 1: destinada a famílias com renda familiar mensal de até R$ 2.640,00 (dois mil seiscentos e quarenta reais);

b) HIS 2: destinada a famílias com renda familiar mensal superior a R$ 2.640,00 (dois mil seiscentos e quarenta reais) 
e igual ou inferior a R$ 5.280,00 (cinco mil duzentos e oitenta reais);

II – HMP: unidade habitacional, tendo no máximo 2 (dois) sanitários e até 1 (uma) vaga de garagem, destinada ao 
atendimento de famílias com renda familiar mensal superior a R$ 5.280,00 (cinco mil duzentos e oitenta reais) e igual ou 
inferior a R$ 8.800,00 (oito mil e oitocentos reais);

III – EHIS: empreendimento de promoção pública ou privada constituído por uma edificação ou conjunto de edificações, 
destinadas total ou parcialmente a HIS, podendo conter HMP e outros usos complementares R e nR;

IV – EHMP: empreendimento de promoção pública ou privada constituído por uma edificação ou conjunto de edificações, 
destinadas total ou parcialmente a HMP, podendo conter HIS 1, HIS 2 e outros usos complementares R e nR;

V – EZEIS: empreendimento habitacional de interesse social localizado em ZEIS e que contém destinação obrigatória de 
parte da área construída para HIS.

Entre em contato:

São Paulo e Jundiaí - (11) 4933-7544